Gazeta do Povo – Policiais federais anunciam paralisação parcial e pedem renúncia de ministro da Justiça

4 de maio de 2022 16:00

A Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF) anunciou nesta quarta-feira (4), após deliberação em assembleia, que haverá paralisações parciais e progressivas da categoria, em datas a serem definidas. O motivo é a posição do presidente Jair Bolsonaro (PL) de “não promover a reestruturação das carreiras policiais da União, conforme havia prometido”. Confira a

InfoMoney – Delegados da PF aprovam paralisações por reajuste salarial e pedem renúncia de ministro

4 de maio de 2022 15:44

A Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF) subiu o tom contra o governo Bolsonaro (PL) em defesa da reestruturação das carreiras e aprovou uma série de resoluções em assembleia-geral extraordinária. Confira a notícia completa

O Tempo – Insatisfeitos com Bolsonaro, delegados da PF aprovam greve e renúncia de Torres

4 de maio de 2022 15:40

A Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF) aprovou uma greve da categoria e um pedido de renúncia de Anderson Torres do cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública. Confira a notícia completa

Metrópoles – PF aprova paralisação e pedido de renúncia do ministro da Justiça

4 de maio de 2022 11:18

A Associação dos Delegados da Polícia Federal (ADPF) informou, na manhã desta quarta-feira (4/5), que aprovou medidas em reação ao governo de Jair Bolsonaro por não ter cumprido a promessa de conceder o reajuste salarial à categoria. Entre elas, estão a realização de paralisações e o pedido de renúncia do ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson

Valor – Com impasse em reajuste salarial, delegados da PF pedem renúncia do ministro da Justiça

4 de maio de 2022 11:06

Diante do impasse sobre o reajuste para a carreira, delegados da Polícia Federal (PF) pediram a “renúncia” do ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres. Em assembleia geral realizada entre segunda-feira (02) e terça-feira (03), eles também decidiram que vão realizar paralisações “parciais e progressivas”. Confira a notícia completa

UOL – Delegados da PF aprovam paralisações e citam tratamento ‘desrespeitoso’

4 de maio de 2022 10:26

A ADPF (Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal) aprovou, em assembleia realizada ontem a anteontem, paralisações para pressionar o governo a promover a reestruturação das carreiras. Em nota, a associação cita “desrespeitoso” tratamento dado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) à corporação. Confira a notícia completa

Poder 360 – Delegados da PF farão paralisações para pressionar governo

4 de maio de 2022 10:23

Os delegados da PF (Polícia Federal) decidiram fazer paralisações para pressionar o presidente Jair Bolsonaro (PL) a efetivar a reestruturação da carreira. A decisão foi tomada em assembleia geral da ADPF (Associação Nacional dos Delegados da Polícia Federal), encerrada na 3ª feira (3.mai.2022). Confira a notícia completa

O Globo – Em reação a Bolsonaro, PF aprova paralisação da categoria e pedido de renúncia do ministro da Justiça

4 de maio de 2022 10:18

A Associação dos Delegados da Polícia Federal (ADPF) aprovou medidas duras para reagir ao governo Bolsonaro por não ter cumprido a promessa de conceder o reajuste salarial à categoria. Entre as propostas aprovadas em assembleias realizadas na segunda e terça-feira está a realização de paralisações parciais e progressivas dos policiais. Confira a notícia completa

Valor – PF discute paralisação e operação-padrão após impasse sobre reajuste salarial

3 de maio de 2022 15:48

Anúncio feito pelo presidente Jair Bolsonaro, de que vai tentar aumentar o número de convocados em concursos da PF e da Polícia Rodoviária Federal, não deve fazer a categoria recuar. Confira a notícia completa

O Globo – Policiais federais reagem à declaração de Bolsonaro sobre reajuste

3 de maio de 2022 10:29

Cinco entidades representativas dos servidores da Polícia Federal reagiram às declarações de Jair Bolsonaro sobre equiparar as carreiras da Polícia Rodoviária Federal com a Polícia Federal e consideram “grave e inadmissível” a afirmação do presidente de cancelar a reestruturação das categorias que compõem o sistema de segurança. Confira a notícia completa